• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!
  • Sabias que acompanhar o teu Navio Colonizador por muitas unidades navais pode torná-lo muito vulnerável?

    Pode parecer contraditório, mas acompanhar o teu Navio Colonizador com muitas unidades navais (excluindo todo o tipo de barcos de transporte) pode prejudicar o teu objetivo. O recomendável é acompanhar o teu Colonizador com, no máximo, unidades navais que somem até 169 população (geralmente 39 faróis ou 24 trirremes). Desta forma, o teu ataque leva algum poder ofensivo e não fica vulnerável ao encantamento "Tempestade do Mar", que poderia facilmente afundar o teu Colonizador mesmo antes da batalha se realizar caso este fosse acompanhado por números superiores de unidades de combate naval.

    DYK #A3

    Ver anteriores

Pactos,Fusões e academias.

Caves

Member
Bem pelos vistos este mundo, muito cedo entra no" modo compadre"...

Fico estupefacto, quando descobri que o limite por aliança são 60 jogadores, mas mesmo assim existem alianças com uma ou mais academias... mas mesmo com academias, ainda se dão ao luxo de fazer um ou mais pactos.

Quando se entra num mundo, e muitos dos supostos, fantásticos jogadores e estrategas deste jogo, andam a recrutar previamente os melhores jogadores que consideram ser os melhores ou tem a capa mais bem ilustrada...

Chegam aqui e seguem o caminho mais "fora do comum" que é anular com pactos,fusões quaisquer meia duzia de jogadores que saibam os princípios funcionais desta plataforma.

Depois todos todos os mundos tem avaliação de jogadores e só se vê 20 e 100 é tudo bom jogador, mas estão sempre em alianças aliadas ou quando se chega ao perfil da aliança e vê-se quase metade do grepolis associado...

Era engraçado ver um dia um mundo começar com x alianças e no fim sobreviver a mais forte, mas sem pactos, nem fusões... Só com trabalho e mérito de jogo.

Na realidade isto é um jogo.Jogar faz parte e perder muitas vezes é mais gratificante do que ganhar....
 

mostbanned

Well-Known Member
Boas Caves,

Desculpa mas não posso concordar com o teu comentário.

Cada aliança tem os seus líderes, estes, procuram sempre fazer o que acham melhor para o sucesso de todo o seu grupo, e o grupo, tem o dever de confiar cegamente nas ordens e decisões das suas leads.

O jogo tem um objectivo simples. Tentar chegar à Era Das Maravilhas e lutar pela vitória no mundo.

Cada lead é livre de escolher como quer percorrer esse caminho, se com academias, se com PNA's, se com Fusões ou se com Guerra Aberta com todo um mundo.

Num mundo que se adivinha minimamente competitivo, onde há mais que 2 alianças com um valor bastante interessante, é natural que nem todas as alianças joguem com o caminho de guerra aberta, vejamos, não é de todo o mais inteligente, principalmente se a posição geográfica da tua aliança assim o indicar.

O Grepolis chegou a uma altura em que a critica da maneira de jogar do adversário se tornou tão banal que cada vez se vê mais essa mesma critica a acontecer em todos os mundos (por mim também, não sou nenhum santo, também já o fiz)

Siga lá jogar, se com muita ou pouca diplomacia, não importa. Pois a mesma faz parte do jogo e quem não gosta só tem que se habituar porque diplomacia existe e existirá durante muitos anos neste jogo.

Bom jogo a todos, beijinhos e abraços
 
Concordo com o most.

Cada aliança tema a sua Lead e cada Lead a sua estratégia.

Se fazer pactos e ter academias faz parte da sua estratégia para chegar a vitória, então que assim seja.
 

Caves

Member
Concordo com o most.

Cada aliança tema a sua Lead e cada Lead a sua estratégia.

Se fazer pactos e ter academias faz parte da sua estratégia para chegar a vitória, então que assim seja.
Agora eu pergunto-te Academos tu gostas desse tipo de jogo?

Eu agora digo-te : em quase todos os mundos que joguei,acontece sempre a mesma coisa: Uma aliança dispara, duas ou três vão atrás.
Mas quando a que vai à frente, começa a ser apertada, acaba por se unir a primeira com a segunda aliança. Após isso a terceira aliança, fica lixada e mete pacto, com tudo o que mexe e vai tudo contra a que está em primeiro. Depois começam as desistências e chegas às maravilhas e o mundo acaba...lol

Esse tipo de comportamento do que tu chamas as LEAD, fazem muitos jogadores desistirem dos mundos e há mundos que por esse tipo de comportamento, com dois meses ou três e já não prestam para nada...

Tens o PHI e o Atenas como exemplo.

No meu caso, quando entro num mundo, não entro para o destruir... Acho que há muita gente que nem nota o mal que faz ao jogo que pratica.
Mas como dizem, vale tudo até à vitória...Gostava de saber se alguém já foi melhor jogador só porque ganhou um mundo ou porque aparece uma coroa no perfil...

Eu só abri este tópico, para ver se não estragam este mundo quase antes de iniciar, como fizeram aos outros, que depois dizem de mundos fracos.
 
A questão não está em gostar ou deixar de gostar deste mundo.

O objetivo do mundo é chegar a Era das Maravilhas, e não andar a pancada com tudo e todos.

Como disse acima, se aquilo a que eu chamo Lead usa os pactos e fusões para conseguir alcançar as MM, quem sou eu para contrariar?
Claro que gosto de um mundo competitivo com muita guerra, mas esse não é o objetivo principal do jogo.
 

mostbanned

Well-Known Member
Caves com toda a sinceridade, o teu discurso é típico ou de um sprinter que joga 2 meses e vai embora do mundo ou de quem nunca esteve no centro do mapa com os "tubarões" todos a volta. (nâo leves a mal, pois sei que não te encaixas em nenhum desses 2 tipos de jogador mas por isso mesmo faz-me confusão o teu discurso)

Poderia dar-te o exemplo do mundo PSI, onde 20 caramelos tinham Patriots com 200 jogadores a norte e oeste. Gangada com 50 jogadores a Norte e Noroeste. Goe + Portucale (100 jogadores) a Sul e Oeste. Ora... Achas que se tivesse havido ao mesmo tempo as frentes todas activas com guerra era minimamente viável e até "justa" essa guerra? Ora, aí, se calhar, um ou dois PNA's até veio colocar algum equilíbrio numa guerra não?

Aqui é igual, tinhas a Alteza com Esquadrão Delfos a Norte, Geração a Norte/Oeste, K.A.O.S a Sul/Oeste, Hyenas a Oeste e Tw Phenix a Este.

Se calhar a junção/fusão/integração com a TW Phenix (não sei bem como foi o acordo, parece-me uma junção mas não posso afirmar que o seja) e o tal falado "possível pna com a Geração (agora icebergs)" foram 2 jogadas diplomáticas que tinham que ser obrigatoriamente feitas pela Alteza para minimizar as suas frentes e focar as guerras nas restantes 2 frentes.

Há algum tempo atrás, disse algures pelo FE do Grepolis PT que por vezes um PNA aumenta a guerra num mundo. Este é um desses casos, basicamente, sem diplomacia, a Alteza acabaria por estar a levar porrada de todo o lado e ficaria reduzida a defender e crescer para as costas. Assim, é possível que a mesma avance sobre os inimigos perfurando núcleos adversários.

Bom jogo a todos e boas conquistas
 
Última edição:
Exato most, a guerra é muito bonita mas sem cabeça não dá, simplesmente não dá ;)

E não há nenhuma aliança que não chegue ao fim do mundo sem um pacto ou sem um PNA.
 

Falcão2

Member
Caves, os tempos do Iota e Aquiles já passaram :/ Mas concordo que era mais divertido...
Agora com Maravilhas o pessoal tem é de arranjar estratégia para lá chegar e tentar ganhar. Isto é jogo de guerra sim, mas também de estratégia.
Qualquer dia até se prova que a melhor estratégia é fazer festivais urbanos e peças de teatro :)
 

Caves

Member
Caves, os tempos do Iota e Aquiles já passaram :/ Mas concordo que era mais divertido...
Agora com Maravilhas o pessoal tem é de arranjar estratégia para lá chegar e tentar ganhar. Isto é jogo de guerra sim, mas também de estratégia.
Qualquer dia até se prova que a melhor estratégia é fazer festivais urbanos e peças de teatro :)
Falcão-Mas são esses tempos que estão-me na memória. E que fazem gostar deste jogo, porque ai dava-se valor ao jogo agora é à maravilha...
Não era fixe como jogávamos lá?
Antes dava-se valor a supremacia de uma aliança num oceano... Agora começa o mundo primeiro fazem o Mercado e depois é que fazem o resto...lol

Mostbanned-O meu discurso é de alguém que observa sempre o mesmo trajecto , descobriram este modo de jogar... pronto é estratégia...
Para a tua informação, já estive no meio dos tubarões... Não fiquei só dois meses... Só resetei uma vez a conta, porque jogar contra batoteiros não é para mim.Mas até o fazer, estive a bater de frente contra eles... No iota- F&H\BIA----Aquiles-Portucale\Medo----PHI-SINE-----ATENAS-Foi o mais fraquinho, mas só não entrei em confronto com os =New Dawn= De resto, warriors,Vai tudo a baixo e mais umas que apareciam e depois por fim acabaram por se dissolver...
Normalmente estou no meio da brincadeira.

Claro que não jogo isto para ganhar...Jogo por mera diversão...A minha diferença se calhar para ti é que só jogo com mais ou menos 10 jogadores, tu deves jogar com uns 100 e pipocas...É normal que a coisa parece sempre mais explosiva por esses lados.

mas o que queres, não gosto de jogar com muitos, que por muitos que sejam, no fim são mais que poucos.
 

DeletedUser11266

Guest
Falcão-Mas são esses tempos que estão-me na memória. E que fazem gostar deste jogo, porque ai dava-se valor ao jogo agora é à maravilha...
Não era fixe como jogávamos lá?
Antes dava-se valor a supremacia de uma aliança num oceano... Agora começa o mundo primeiro fazem o Mercado e depois é que fazem o resto...lol

Mostbanned-O meu discurso é de alguém que observa sempre o mesmo trajecto , descobriram este modo de jogar... pronto é estratégia...
Para a tua informação, já estive no meio dos tubarões... Não fiquei só dois meses... Só resetei uma vez a conta, porque jogar contra batoteiros não é para mim.Mas até o fazer, estive a bater de frente contra eles... No iota- F&H\BIA----Aquiles-Portucale\Medo----PHI-SINE-----ATENAS-Foi o mais fraquinho, mas só não entrei em confronto com os =New Dawn= De resto, warriors,Vai tudo a baixo e mais umas que apareciam e depois por fim acabaram por se dissolver...
Normalmente estou no meio da brincadeira.

Claro que não jogo isto para ganhar...Jogo por mera diversão...A minha diferença se calhar para ti é que só jogo com mais ou menos 10 jogadores, tu deves jogar com uns 100 e pipocas...É normal que a coisa parece sempre mais explosiva por esses lados.

mas o que queres, não gosto de jogar com muitos, que por muitos que sejam, no fim são mais que poucos.
Mas nem e isso que esta em causa o que se passa e que o jogo mudou

jogo desde do gamma em que não havia gold a parva para se fazer o que se faz hj

agora qualquer gajo rico tem tropas a brava não e so skill

logo a estrategia mudou tb pactos e fusoes fazem parte do jogo e tem que se respeitar cada uma delas...
 

Noob Return

Guest
Já não jogava isto ah algum tempo, e vejo que muita coisa mudou.

Nunca foi a favor de pactos e muito menos fusões. Razões são simples, jogo de guerra temos o intuito de fazer guerra se acabam os inimigos onde se vai buscar a vontade de andar por cá? a fazer casinhas?

Como em tudo existem excepções se somos uma aliança de 20 jogadores e temos como adversario directo(inimigo) uma aliança com 120 jogadores que muitos dos mesmos tem uma classificação superior, claro ate faz sentido fazer um pacto com outra alli para equilibrar as coisas.


Não estou para criticar nada nem ninguém sou um noob autentico nisto, mas não vejo muito sentido serem 10 alianças e fazer pacto com mais 5, quando jogava disto, isso era feito pelas alianças que ficavam no fundo da tabela.


Em relação as fusões, antigamente do meu conhecimento normalmente duravam 4/5 meses no máximo e acabava a aliança, as razões que levavam a isso eram:
.ideias diferentes entras as leads que se fundiram
.espiões
.desentendimento entre a lead/membros quando toda a gente quer mandar e não existe alguém que seja o travão para qualquer tipo de discórdia. "Porque na antiga alli isto, agora aqui é aquilo"; " eu não concordo, temos de fazer como fazíamos antes"
.entre outras


No entanto uma fusão e diferente de uma absorção quando a alli tem regras claras e bem formadas, receber jogadores de outra aliança funciona bem, pois o único acordo é : vocês vêm para cá como membros e vão respeitar como as coisas aqui funcionam, ou não temos acordo, "querem posição na lead mereçam-na".


Voltando ao tema principal, na minha opinião fusões e pactos estragam o jogo, especialmente quando o objectivo é chegar as maravilhas, no 3º més de jogo, sem importar como se la chega, sendo a nr.2 ou tendo 3 alianças, porque no fim, ganha uma, não 4.

Uma das coisas que me motivou sempre nisto foi pertencer em quase todos os mundos a aliança que não era a melhor, inicialmente, porque o objectivo é claro, derrubar a nr.1 para tomar o lugar da mesma, isso da pica e vontade de jogar isto. Só ver verdes e azuis é o mesmo de desaprender a jogar isto.


Um mundo que me surpreendeu foi o zetta quando a GOI(guardians of empires) se separou para haver guerra no mundo. E a razão não foi porque fizeram pactos ou fusões a toda a hora, foi porque acabaram com todos os inimigos, e para terem guerra ate ao fim, separaram-se, para guerrear entre amigos e companheiros, porque este jogo é isso mesmo. Acabando por se juntarem de novo no fim para fazer as maravilhas

Vou dar um exemplo: No cs(contra- strike) eu sou ct não mato um dos terroristas por é meu amigo. Simplesmente nao faz sentido.

Resumidamente, quem joga com o único objectivo da vitoria no fim, apaga o objectivo de aproveitar o jogo.





Para terminar, acho que a maior virtude num lider de aliança é o objectivo de proporcionar o melhor jogo possível aos seus membros e não a vitoria mais tediante. Relembro são opiniões de um puto que não percebe puto disto, provavelmente estou enganadissimo mas é a minha opinião.


ps: ia escrever 3 linhas isto cresceu pum bocado :D
 
Última edição por um moderador:

the.hood

Member
noob return este nao é jogo de guerra, mas sim de estrategia, e mesmo numa guerra existem aliados e adversarios.
O objectivo de qualquer jogo é a vitoria(pelo menos assim vejo), cada lead faz a sua estrategia, fala-se muitos dos pactos e das fusoes e elas podem trazer frutos(ou não) dependendo do momento do jogo e com quem se faz.

Este mundo desde o inicio ja deu muita volta, e penso que continuará a dar.
 
Já não jogava isto ah algum tempo, e vejo que muita coisa mudou.

Nunca foi a favor de pactos e muito menos fusões. Razões são simples, jogo de guerra temos o intuito de fazer guerra se acabam os inimigos onde se vai buscar a vontade de andar por cá? a fazer casinhas?

Como em tudo existem excepções se somos uma aliança de 20 jogadores e temos como adversario directo(inimigo) uma aliança com 120 jogadores que muitos dos mesmos tem uma classificação superior, claro ate faz sentido fazer um pacto com outra alli para equilibrar as coisas.


Não estou para criticar nada nem ninguém sou um noob autentico nisto, mas não vejo muito sentido serem 10 alianças e fazer pacto com mais 5, quando jogava disto, isso era feito pelas alianças que ficavam no fundo da tabela.


Em relação as fusões, antigamente do meu conhecimento normalmente duravam 4/5 meses no máximo e acabava a aliança, as razões que levavam a isso eram:
.ideias diferentes entras as leads que se fundiram
.espiões
.desentendimento entre a lead/membros quando toda a gente quer mandar e não existe alguém que seja o travão para qualquer tipo de discórdia. "Porque na antiga alli isto, agora aqui é aquilo"; " eu não concordo, temos de fazer como fazíamos antes"
.entre outras


No entanto uma fusão e diferente de uma absorção quando a alli tem regras claras e bem formadas, receber jogadores de outra aliança funciona bem, pois o único acordo é : vocês vêm para cá como membros e vão respeitar como as coisas aqui funcionam, ou não temos acordo, "querem posição na lead mereçam-na".


Voltando ao tema principal, na minha opinião fusões e pactos estragam o jogo, especialmente quando o objectivo é chegar as maravilhas, no 3º més de jogo, sem importar como se la chega, sendo a nr.2 ou tendo 3 alianças, porque no fim, ganha uma, não 4.

Uma das coisas que me motivou sempre nisto foi pertencer em quase todos os mundos a aliança que não era a melhor, inicialmente, porque o objectivo é claro, derrubar a nr.1 para tomar o lugar da mesma, isso da pica e vontade de jogar isto. Só ver verdes e azuis é o mesmo de desaprender a jogar isto.


Um mundo que me surpreendeu foi o zetta quando a GOI(guardians of empires) se separou para haver guerra no mundo. E a razão não foi porque fizeram pactos ou fusões a toda a hora, foi porque acabaram com todos os inimigos, e para terem guerra ate ao fim, separaram-se, para guerrear entre amigos e companheiros, porque este jogo é isso mesmo. Acabando por se juntarem de novo no fim para fazer as maravilhas

Vou dar um exemplo: No cs(contra- strike) eu sou ct não mato um dos terroristas por é meu amigo. Simplesmente nao faz sentido.

Resumidamente, quem joga com o único objectivo da vitoria no fim, apaga o objectivo de aproveitar o jogo.





Para terminar, acho que a maior virtude num lider de aliança é o objectivo de proporcionar o melhor jogo possível aos seus membros e não a vitoria mais tediante. Relembro são opiniões de um puto que não percebe puto disto, provavelmente estou enganadissimo mas é a minha opinião.


ps: ia escrever 3 linhas isto cresceu pum bocado :D
Concordo...
Ja agora escolham nicks menos parecidos dasse xD
 
Última edição:

Noob Return

Guest
noob return este não é jogo de guerra, mas sim de estrategia, e mesmo numa guerra existem aliados e adversarios.
O objectivo de qualquer jogo é a vitoria(pelo menos assim vejo), cada lead faz a sua estrategia, fala-se muitos dos pactos e das fusões e elas podem trazer frutos(ou não) dependendo do momento do jogo e com quem se faz.

Este mundo desde o inicio já deu muita volta, e penso que continuará a dar.

Isso seria o mesmo que dizer que o filme "corrida mortal", não é um filme de ação, mas sim de corridas.

Quanto ao objetivo final ser a vitoria, temos uma diferença entre ganhar o jogo sempre a clicar na mesma tecla porque dá para ganhar, e é mais fácil, ou a experimentar truques diferentes... Se é que me faço entender.

Se as 3 melhores são aliadas as aliança que não fazem parte desse pacto tornam-se inimigas diretas, porque não ah mais nenhuma a quem declarar guerra. Como é que o resto compete sem poder de fogo para derrutar as 3 primeiras porque são aliadas e tem 8 academicas cada uma.

Fica um jogo bom, para esperar pelo próximo mundo, e cagar nesse. Estou a usar ironia e exagero, sem qualquer posição perante este mundo, falo no geral de todos os mundos quando acontecem este tipo de pactos .. não é este em especifico, não quero ser mal interpretado, acho que este mundo tem muito a dar, o que digo não é nada especifico nem direcionado é tudo hipotetico.

Ai sim ganha-se o mundo "ah la garder", mas no fim ganha 1 só, e as outras tentam, mas vão ao charco. Para alem disso não se declara guerra porque foram nossos companheiros durante o mundo todo, no fim eles tem mais cidades e deixa ganhar porque eles foram melhores a mandar recursos no fim.
Mas tu esforçaste-te e qual a rasão de não poderes competir contra os melhores que ganharam (tens pacto porque é o melhor para a aliança durante o decorrer do mundo mas no fim ou ganhas tu ou eles)

E lindo quando ES tu a ganhar, mas se fores a nr.2 já é diferente, podes ate te convencer, que é na boa, foram os teus aliados que ganharam, mas vocês também se esforçaram, no fim importou quem estava mais tempo on e gastou mais ouro e qual merecia ganhar ? é uma das que estava dentro no pacto, qual ? É a que tem mais cidades e mais academias.

No fim que jogo fizeste ? Conquistar quem não se podia defender.. e ganhar o mundo a meio?



Não consigo entender expliquem-me melhor o porque do ideal ser a diplomacia sem contar com o ouro, sou lento mas com paciência chego la..





Metaleiro obrigado por seres da mesma opinião, se poderes completa e corrige. Quanto ao meu nick o teu é mais parecido com o teu antigo :D

METALEIROG aka METALEIROG o Unico ;)
 

Caves

Member
Isso seria o mesmo que dizer que o filme "corrida mortal", não é um filme de ação, mas sim de corridas.

Quanto ao objetivo final ser a vitoria, temos uma diferença entre ganhar o jogo sempre a clicar na mesma tecla porque dá para ganhar, e é mais fácil, ou a experimentar truques diferentes... Se é que me faço entender.

Se as 3 melhores são aliadas as aliança que não fazem parte desse pacto tornam-se inimigas diretas, porque não ah mais nenhuma a quem declarar guerra. Como é que o resto compete sem poder de fogo para derrutar as 3 primeiras porque são aliadas e tem 8 academicas cada uma.

Fica um jogo bom, para esperar pelo próximo mundo, e cagar nesse. Estou a usar ironia e exagero, sem qualquer posição perante este mundo, falo no geral de todos os mundos quando acontecem este tipo de pactos .. não é este em especifico, não quero ser mal interpretado, acho que este mundo tem muito a dar, o que digo não é nada especifico nem direcionado é tudo hipotetico.

Ai sim ganha-se o mundo "ah la garder", mas no fim ganha 1 só, e as outras tentam, mas vão ao charco. Para alem disso não se declara guerra porque foram nossos companheiros durante o mundo todo, no fim eles tem mais cidades e deixa ganhar porque eles foram melhores a mandar recursos no fim.
Mas tu esforçaste-te e qual a rasão de não poderes competir contra os melhores que ganharam (tens pacto porque é o melhor para a aliança durante o decorrer do mundo mas no fim ou ganhas tu ou eles)

E lindo quando ES tu a ganhar, mas se fores a nr.2 já é diferente, podes ate te convencer, que é na boa, foram os teus aliados que ganharam, mas vocês também se esforçaram, no fim importou quem estava mais tempo on e gastou mais ouro e qual merecia ganhar ? é uma das que estava dentro no pacto, qual ? É a que tem mais cidades e mais academias.

No fim que jogo fizeste ? Conquistar quem não se podia defender.. e ganhar o mundo a meio?



Não consigo entender expliquem-me melhor o porque do ideal ser a diplomacia sem contar com o ouro, sou lento mas com paciência chego la..





Metaleiro obrigado por seres da mesma opinião, se poderes completa e corrige. Quanto ao meu nick o teu é mais parecido com o teu antigo :D

METALEIROG aka METALEIROG o Unico ;)

Noob Return- Mas é esse o meu ponto de vista.Eu compreendia este tipo de estratégia, quando o jogo saiu... Se calhar não sabes, mas grande parte das alianças que entram nos mundos actuais, formam antecipadamente grupos de jogadores que para a cabeça de muitos, são os melhores.Não é como antigamente, que pouca gente sabia jogar bem a isto e com o decorrer do jogo, vai recrutando e ensinando outros jogadores até fazer uma boa aliança.
Aqui entram 20 ou 30 já com o jogo na ponta da língua...Só que depois, para não terem dificuldades, começam com academias\fusões\pactos.

Mas gostei do teu ponto de vista, pactos e pipocas era feito pelas alianças pequenas e frágeis, de modo a darem um pouco de luta às alianças mais numerosas e muitas vezes com o crescimento mais adiantado.É uma uma maneira de encurtar o tempo de entrada num mundo, muitas vezes.

Por isso eu continuo a dizer, são quase sempre os mesmos a estragar os mundos e muitos deles depois vem para aqui dizer que o mundo é fraco e blá blá blá... Mudem o tipo de jogo "estratégico" e joguem como deve ser e depois vão ver que já vão dizer que o mundo é equilibrado e competitivo e não viciado. É a minha opinião...nada mais do que isso.Até porque eu jogo a isto por diversão, deixo as vitórias para os outros. Dou mais valor a um cerco bem disputado, do que a uma vitória num mundo a a engordar edifícios que não servem para nada.lol
 
Última edição:

Caves

Member
Iscas!!! Eram assim tantas as alianças a atacar o nosso cerco? Pensava que eram só 4... Mas está giro, no top 10, 6 são a mesma coisa...
Mas está certo é estratégia...
parabéns a eles partiram o cerco! Mas foi fixe já ganharam este mundo...

Mas KnightFire e se nós fizermos um pacto com o resto das alianças deste mundo até aquelas que só tem dois jogadores e um anão(sem desprimor aos anões) com todo o respeito?

Era bem jogado... Mas já me estava a esquecer, nós jogamos para diversão pura... Mas se um dia quisermos ganhar isto, fazemos esta " estratégia".