• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!
  • Sabias que acompanhar o teu Navio Colonizador por muitas unidades navais pode torná-lo muito vulnerável?

    Pode parecer contraditório, mas acompanhar o teu Navio Colonizador com muitas unidades navais (excluindo todo o tipo de barcos de transporte) pode prejudicar o teu objetivo. O recomendável é acompanhar o teu Colonizador com, no máximo, unidades navais que somem até 169 população (geralmente 39 faróis ou 24 trirremes). Desta forma, o teu ataque leva algum poder ofensivo e não fica vulnerável ao encantamento "Tempestade do Mar", que poderia facilmente afundar o teu Colonizador mesmo antes da batalha se realizar caso este fosse acompanhado por números superiores de unidades de combate naval.

    DYK #A3

    Ver anteriores

Poemas

Remowshake

Member
Aqui podem postar poemas feitos por vós. Caso queiram claro.

E como até Aquiles, o mais bravo homem aqueu pode estar amado (duvido, mas pode xD), tambem eu estou. Aqui vai um poema:

À luz fraca da candeia,
Ponho no papel os (grandes) sentimentos.
Penso na felicidade por (pequenos) momentos
E aí penso que te tenho, e finalmente encontreia.

Angústia, raiva e ira ao Fado.
É o que sinto por nao te puder ter.
De que ser ter alguem para amar e querer,
Se nao me sinto um Homem concretizado?

Quando ouvia, aqui e ali, que amar é ilusão,
Sem nunca ter amado, dizia que sim.
Agora, que te apresentei ao meu coração,
Ele goza com sarcasmo e ri sempre de mim!

Com este poema, quero ainda dizer
Que como me apaixonei, jamais irei esquecer:
Estava a pensar em ti, num momento consolador,
Quando então chegou um homem com um arco e setas (Cúpido)
E disse-me assim, baixinho, ao ouvido:
"Irás dar a quem eu disser o teu puro e verdadeiro amor".
Disse o teu nome, meu amor, e cada vez se afastava mais.
Reparei na cara angélica dele, com este amor estava comovido.
Será por isto que te amo demais?
Será que o nosso amor vai ser correspondido?
Espero que sim, para acabar com este enorme tormento!
É isto que sinto agora: amor por ti e sofrimento.


Rui Filipe

Este fiz ontem á noite, antes de me deitar.
Amanha ponho mais um :p
 

Parasyte

Well-Known Member
Versos demasiados longos, especialmente a partir da última estrofe.. Assim perdes a musicalidade rimática... Tenta pô-los decassilábicos ou alexandrinos...
 

Gustavo.andre7

Guest
Depois mete aí .. :eek:
Para eu (construtivamente) criticar ^^
e acabar vcs falam de mim...loool
eu critico, bem sou profissa nisso, mas depende se tiver bom pode ser uma critica construtiva, mas sou fã mesmo é das destrutivas.;)
 

NeftisPP

Guest
Parasyte, porque não publicas também poemas, neste tópico?
Pelo (pouco) que já vi dos teus poemas, eles são excelentes.
 

Parasyte

Well-Known Member
Parasyte, porque não publicas também poemas, neste tópico?
Pelo (pouco) que já vi dos teus poemas, eles são excelentes.
Não tenho feito nenhum. Montes de exames, a inspiração parece fugir de mim com o stress.
E parte da culpa é tua :)

Vou fazer um agora, já bebi uma jarra de sangria ao jantar, devo praticamente ter """"inspiração"""" xDDDD

Edit: Ok não vou nada, são horas de ir sair à night C:
 
Última edição:

NeftisPP

Guest
Ahahaha! xD
Sempre com esse humor cómico :D.
Em parte, a culpa é minha porquê? :(
 

Parasyte

Well-Known Member
Teoria do Caos.

Ontem vi bandos de borboletas
Voando, creio eu, para Sul,
Cada bando exalava ser forte
Ao rasgar o céu azul.

De repente mudaram de direcção
De repente perderam seu suporte
Pois o bater de asas criou furacão
Deixando o bando repleto de morte.

Cada borboleta seguindo o coração
Entregue unicamente à sua sorte,
Fracas, separadas, decidiram então
Individualmente intensificar o porte.

Mas, oh borboletas, sem coesão?
Quebrando as leis da Natureza?
Qualquer predador glutão
Olhava para elas como presa.

Pois a força está na união,
E sozinhas não sobreviverão,
Isto aplica-se ao ser humano...
É moral, sem chance de engano.
 

ExterminadorPT

Guest
Ontem vi bandos de borboletas
Voando, creio eu, para Sul,
Cada bando exalava ser forte
Ao rasgar o céu azul.

De repente mudaram de direcção
De repente perderam seu suporte
Pois o bater de asas criou furacão
Deixando o bando repleto de morte.

Cada borboleta seguindo o coração
Entregue unicamente à sua sorte,
Fracas, separadas, decidiram então
Individualmente intensificar o porte.

Mas, oh borboletas, sem coesão?
Quebrando as leis da Natureza?
Qualquer predador glutão
Olhava para elas como presa.

Pois a força está na união,
E sozinhas não sobreviverão,
Isto aplica-se ao ser humano...
É moral, sem chance de engano.
Grande Parasyte !
Adorei ;)
 

RedTuga

Guest
Para...Para...Parasyte! (ritmo da música Paparazzi...lol)

Não costumo ter muitos momentos que me permitam escrever poemas inspirados...:(
 

Parasyte

Well-Known Member
Obrigado aos dois.. Tive um mau sonho, não lhe chamaria pesadelo, mas mesmo mau sonho.... Acordei com os sentimentos todos que dele advieram e lancei-me à escrita.
 

Parasyte

Well-Known Member
Não é jeito.. Apenas saiu.. Quando a inspiração aparece, quase nem penso nas rimas nem musicalidade.. e daí é que saem os bons poemas..
 

NeftisPP

Guest
Ontem vi bandos de borboletas
Voando, creio eu, para Sul,
Cada bando exalava ser forte
Ao rasgar o céu azul.

De repente mudaram de direcção
De repente perderam seu suporte
Pois o bater de asas criou furacão
Deixando o bando repleto de morte.

Cada borboleta seguindo o coração
Entregue unicamente à sua sorte,
Fracas, separadas, decidiram então
Individualmente intensificar o porte.

Mas, oh borboletas, sem coesão?
Quebrando as leis da Natureza?
Qualquer predador glutão
Olhava para elas como presa.

Pois a força está na união,
E sozinhas não sobreviverão,
Isto aplica-se ao ser humano...
É moral, sem chance de engano.
Perfeito. Faz pensar.
Bem, ter maus pesadelos não é bom, mas não posso deixar de agradecer a esse teu pesadelo, visto que eu queria ver um poema teu:D.
Este está, simplesmente muito bom.
Parabéns e que a inspiração flua permanentemente (nem sempre possível, mas prontos... xD).
 

guto777

Guest
Eu queria aprender fazer poemas eu acho que eu faltei a escola quando estava ensinando,mais a minhas poesias esta no meus desenhos.