• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!
  • Sabias que acompanhar o teu Navio Colonizador por muitas unidades navais pode torná-lo muito vulnerável?

    Pode parecer contraditório, mas acompanhar o teu Navio Colonizador com muitas unidades navais (excluindo todo o tipo de barcos de transporte) pode prejudicar o teu objetivo. O recomendável é acompanhar o teu Colonizador com, no máximo, unidades navais que somem até 169 população (geralmente 39 faróis ou 24 trirremes). Desta forma, o teu ataque leva algum poder ofensivo e não fica vulnerável ao encantamento "Tempestade do Mar", que poderia facilmente afundar o teu Colonizador mesmo antes da batalha se realizar caso este fosse acompanhado por números superiores de unidades de combate naval.

    DYK #A3

    Ver anteriores

Poemas

DeletedUser6731

Guest
Vamos então fazer assim.

Vamos metendo quadras. Cada vez uma pessoa. Quando chegar às 10 quadras vemos no que deu...xD

Aqui vai a primeira:

O Red está cansado,
O Parasyte mal enfadado,
Ninguém canta o fado,
Para este FE esperançado.

Next!!!
 

NeftisPP

Guest
Dia de São Nunca à tarde..
Mau! Também... Custa-te muito? :mad::mad::mad:

Vamos então fazer assim.

Vamos metendo quadras. Cada vez uma pessoa. Quando chegar às 10 quadras vemos no que deu...xD

Aqui vai a primeira:

O Red está cansado,
O Parasyte mal enfadado,
Ninguém canta o fado,
Para este FE esperançado.

Next!!!
Então é melhor esperares pelo Daniel e ver no que dá, mas ele está com azia, por isso, não deve continuar. -.- :(
 

Parasyte

Well-Known Member
Mau! Também... Custa-te muito? :mad:
Sim custa.

Então é melhor esperares pelo Daniel e ver no que dá, mas ele está com azia, por isso, não deve continuar. -.- :(
O Daniel está a tentar fazer o Trabalho Final de Bioética. Se tiver negativa nisto, chumbo à cadeira. Se não entregar, chumbo à cadeira.



Vamos então fazer assim.

O Red está cansado,
O Parasyte mal enfadado,
Ninguém canta o fado,
Para este FE esperançado.
Para me caracterizar
Enfadado está errado,
Pois estou apenas ocupado
A tentar trabalhar.
 

NeftisPP

Guest
Custa... Báh! Vai ver se eu estou na esquina! -.-

O Daniel está a tentar fazer o Trabalho Final de Bioética. Se tiver negativa nisto, chumbo à cadeira. Se não entregar, chumbo à cadeira.
Ok, ok. Boa sorte com o trabalho.

Para me caracterizar
Enfadado está errado,
Pois estou apenas ocupado
A tentar trabalhar.
Eu acho que enfadado é uma boa caracterização para ti, neste momento. :x
 

Parasyte

Well-Known Member
Reviver um tópico morto lol...

Esta escrevi ontem à noite em pouco mais de meia-hora, enquanto esperava pela minha gata no café ^^
Não está nada mal a meu ver, e ela a agradecer-me, beijou-me com tanta força que a minha cadeira caiu para trás.. e eu nela -.-' Mas pronto!

Isto serve para demonstrar, não só falando da poesia, mas que quando na vida se faz algo com o sentimento correcto, coisas boas serão o resultado, sempre. Espero que essa frase tenha o devido apreço.



Debaixo de uma lua alegórica
Feita por "Quem nós sabemos" ^^
Tomando conta de uma alcoólica
Foi como nos conhecemos...

Deste-me a mão, e..
Eu juro que não, vi..
Mas senti, o teu calor
E por seres tu, pois >.<
O converteste em amor
Pouco tempo depois...

Desde então, como nunca antes
Aproveito cada segundo
Como se fosse o último...
Com lápis fulminantes
Coloriste o meu mundo
E escreveste-me um novo hino...

Obrigado minha beldade ^^
Pela grande oportunidade
E pela enorme felicidade
E pela excelente honestidade
E pela perfeita comodidade
E até por, de um modo soberano
Dizeres sem margem de engano;
A verdade - e eu também te amo.
:'D




Bem bem, vou de férias hoje à noite, para portimão, 5 dias com ela, por isso até segunda á noite :D
 
Última edição:

NeftisPP

Guest
Reviver um tópico morto lol...

Esta escrevi ontem à noite em pouco mais de meia-hora, enquanto esperava pela minha gata no café ^^
Não está nada mal a meu ver, e ela a agradecer-me, beijou-me com tanta força que a minha cadeira caiu para trás.. e eu nela -.-' Mas pronto!

Isto serve para demonstrar, não só falando da poesia, mas que quando na vida se faz algo com o sentimento correcto, coisas boas serão o resultado, sempre. Espero que essa frase tenha o devido apreço.



Debaixo de uma lua alegórica
Feita por "Quem nós sabemos" ^^
Tomando conta de uma alcoólica
Foi como nos conhecemos...

Deste-me a mão, e..
Eu juro que não, vi..
Mas senti, o teu calor
E por seres tu, pois >.<
O converteste em amor
Pouco tempo depois...

Desde então, como nunca antes
Aproveito cada segundo
Como se fosse o último...
Com lápis fulminantes
Coloriste o meu mundo
E escreveste-me um novo hino...

Obrigado minha beldade ^^
Pela grande oportunidade
E pela enorme felicidade
E pela excelente honestidade
E pela perfeita comodidade
E até por, de um modo soberano
Dizeres sem margem de engano;
A verdade - e eu também te amo.
:'D




Bem bem, vou de férias hoje à noite, para portimão, 5 dias com ela, por isso até segunda á noite :D
Gostei muito. Parece que estás mesmo apaixonado, pelo que transmitiste neste poema. Está muito bonito.

Boas férias, Daniel. :)
 

Baygon

Guest
Não me ouso comparar a nenhum dos poetas que escreveu aqui antes.
Mas pronto, porque não partilhar?


Olá avó Verginia
hoje dedico-te esta cantiga,
para aliviar a agonia
do esquecimento de uma amiga

Já longe vão os dias
em que te vi sorrir
aqueles em que um conto me lias
mal eu acabasse de pedir

Não sabes o que entretanto se passou,
até o meu nome a doença te tirou
agora já nem sabes quem eu sou
porque a tua cabeça ela atordoou

Já não tenho mais nada a dizer
desejo-te as impossíveis melhoras
sei que pouco há já a fazer
apenas suportar estas dolorosas horas

-------------

Como o poema não tá bem escrito não dá para perceber que a minha avó tem Alzheimer mas pronto, o que conta é a intenção apesar de tudo.
Não escrevo seguindo regras especificas de um estilo poético nem ligo ao nº de silabas nem de versos...
 
Última edição por um moderador:

NeftisPP

Guest
Não me ouso comparar a nenhum dos poetas que escreveu aqui antes.
Mas pronto, porque não partilhar?


Olá avó Verginia
hoje dedico-te esta cantiga,
para aliviar a agonia
do esquecimento de uma amiga

Já longe vão os dias
em que te vi sorrir
aqueles em que um conto me lias
mal eu acabasse de pedir

Não sabes o que entretanto se passou,
até o meu nome a doença te tirou
agora já nem sabes quem eu sou
porque a tua cabeça ela atordoou

Já não tenho mais nada a dizer
desejo-te as impossíveis melhoras
sei que pouco há já a fazer
apenas suportar estas dolorosas horas

-------------

Como o poema não tá bem escrito não dá para perceber que a minha avó tem Alzheimer mas pronto, o que conta é a intenção apesar de tudo.
Não escrevo seguindo regras especificas de um estilo poético nem ligo ao nº de silabas nem de versos...
Na verdade dá para perceber que a tua avó tem Alzheimer, no momento em que tu escreveste "(...) até o meu nome a doença te tirou/ agora já nem sabes quem eu sou/ porque a tua cabeça ela atordoou (...)", o que faz com que se perceba o sentido do poema a partir desse momento e de tudo o resto.

Eu gostei muito do poema. Deu para perceber que tu és muito ligado à tua avó e ele ficou bonito.
 

Enraged

Guest
Não me ouso comparar a nenhum dos poetas que escreveu aqui antes.
Mas pronto, porque não partilhar?


Olá avó Verginia
hoje dedico-te esta cantiga,
para aliviar a agonia
do esquecimento de uma amiga

Já longe vão os dias
em que te vi sorrir
aqueles em que um conto me lias
mal eu acabasse de pedir

Não sabes o que entretanto se passou,
até o meu nome a doença te tirou
agora já nem sabes quem eu sou
porque a tua cabeça ela atordoou

Já não tenho mais nada a dizer
desejo-te as impossíveis melhoras
sei que pouco há já a fazer
apenas suportar estas dolorosas horas

-------------

Como o poema não tá bem escrito não dá para perceber que a minha avó tem Alzheimer mas pronto, o que conta é a intenção apesar de tudo.
Não escrevo seguindo regras especificas de um estilo poético nem ligo ao nº de silabas nem de versos...
Para além de impressionado com o trabalho de alguns colegas aqui, este em particular sensibilizou-me muito, pelas razões óbvias.

Força aí Baygon, Amigo.

Não sou grande poeta, e o meu contacto foi forçado, nos tempos de secundário, no entanto houveram situações que me marcaram na poesia e deixo aqui uma breve passagem daquele que considero um grande Português, com todas as suas qualidades e defeitos, que até no Grepolis me estimula.

''Carrego as feridas das lutas que evitei.' Fernando Pessoa
 
Última edição por um moderador:

Baygon

Guest
Boas,

Neftis és muito gentil só que sei distinguir bem qualidade dos poemas. Não têm a envolvência simbológica dos do Parasyte (no último a Lua por exemplo). É um trabalho medianinho mas segue.

Manson, acho que se escrevesses poesia te ias surpreender a ti próprio... já te vis escrever textos de bater palmas... tens de passar do discurso para a poesia ahaha
 

NeftisPP

Guest
Boas,

Neftis és muito gentil só que sei distinguir bem qualidade dos poemas. Não têm a envolvência simbológica dos do Parasyte (no último a Lua por exemplo). É um trabalho medianinho mas segue.
São poemas diferentes. Não há como compará-los, visto que o assunto dos dois poemas não tem nada a ver um com o outro. Eu gostei dos dois, mas não faço as comparações de qual é o melhor pois não dá, simplesmente, para compará-los. Mas, tanto um poema como o outro, envolvem os leitores. E eu não acho que seja um trabalho mediadinho, como tu mesmo descreveste. Falas da tua avó, dedicas-lhe esse poema. Não podes falar assim dos teus próprios trabalhos.
 

Baygon

Guest
Cristicaste-me por eu criticar o meu trabalho... mas tu também criticaste o teu :p.
 

NeftisPP

Guest
Cristicaste-me por eu criticar o meu trabalho... mas tu também criticaste o teu :p.
Não me lembro. Isso tem a ver com o meu estado de espírito. Eu sou muito assim. Como já disse, o meu estado de espírito, influencia-me. o_O :(