• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!
  • Sabias que podes bloquear mensagens de alguns jogadores no jogo?

    Quando inicias uma conversa com um jogador e reparas que o jogador apresenta um comportamento impróprio podes bloqueá-lo. Como fazer? Carrega na mensagem do jogador que queres bloquear, de seguida, por baixo do titulo da mensagem, tens o nome do jogador e dois símbolos. Um símbolos diz ” Bloquear mensagens deste jogador”, carregas aí e automaticamente o jogador deixa-te de poder enviar mensagens no mundo em que jogas! Atenção, em outros mundos o jogador pode voltar a mandar mensagem, terás que repetir o processo!

    DYK #N19

    Ver anteriores

Sugestão para ajudar a pôr fim à autocultura

Alex-SLB

Ancião
Boas a todos, espero que estejam a ter um belo dia.

Vim aqui propor algo para colocar fim à autocultura, que penso arruinar o jogo agressivo àqueles que jogam na raça e a chatear os inimigos dia sim dia sim de modo a fazer cultura.

Da mesma maneira que já existe uma diminuição para 20% dos pontos de combate para membros do pacto e membros da aliança, poderia existir uma redução para o mesmo valor ao atacar/receber ataques dos "ex-companheiros" durante 48 ou 72 horas após sair dessa aliança. Não deveria acabar com o problema no seu todo, porque a malta é inteligente e encontraria uma brecha, mas acho que seria um passo na direção certa.
 

GRDuarte

Senhor dos Mares
Gostei da sugestão embora facilmente também fosse quebrada... O pessoal saia para as academias, terminava-se o pacto e passado 3 dias já estavam a bugar... Para as pessoas que têm multis no inimigo de nada vai influenciar... Mas é uma boa sugestão, mas como disseste facilmente seriam encontradas brechas.
 

Serrob.

Deus do Olimpo
Gostei da sugestão embora facilmente também fosse quebrada... O pessoal saia para as academias, terminava-se o pacto e passado 3 dias já estavam a bugar... Para as pessoas que têm multis no inimigo de nada vai influenciar... Mas é uma boa sugestão, mas como disseste facilmente seriam encontradas brechas.
Basicamente é isso, multis que estejam fora da aliança nada altera, os que estão dentro da própria aliança se estiverem na academia tira-se o pacto e resolve-se esse problema, e sabendo que vão bugar evitam a situação das 72h tal como se faz quando se força as maravilhas, a melhor forma de limitar o buganço era alterar os sentidos uma vez mais, menos cultura e serem só de navais ou terrestres acabarem-se os mistos
 

El Fear

Senhor dos Mares
Retirem todo e qualquer sentido, mas falar de nada adianta, a INNO é a primeira a enterrar este jogo...
Trocas de auto cultura terminavam, as multis deixavam de render tanto e não sei se dariam para o trabalho, mas ok....
Quem mete um novo Deus daquele calibre e na defesa não faz melhoramentos esperam o quê mais deste jogo? Novos jogadores? Mais jogadores?
Esqueçam lá isso... São que nem cepos....
 

Serrob.

Deus do Olimpo
Tirando os sentidos certamente que acabava-se mais com a autocultura, afinal teriam de perder mais tropas para ter o mesmo efeito.
 

El Fear

Senhor dos Mares
Tirando os sentidos certamente que acabava-se mais com a autocultura, afinal teriam de perder mais tropas para ter o mesmo efeito.
Tiveste 2 deuses a melhorar ataque e a defesa?
Acreditas que jogadores que andam a aprender se safam?
è tudo muito bonito no papel, na pratica só mostram que nem este jogo sabem jogar e se calhar alguma vez o jogaram....
Mas o mesmo se aplica a outras questões do Pt... enfim...
 

Serrob.

Deus do Olimpo
Sim acho que isso devia ser revisto outra coisa que devia ser revista, mas não te respondi a isso para não fugir ao tema do tópico não vá passar por aí a PIDE..
 

GRDuarte

Senhor dos Mares
Tiveste 2 deuses a melhorar ataque e a defesa?
Acreditas que jogadores que andam a aprender se safam?
è tudo muito bonito no papel, na pratica só mostram que nem este jogo sabem jogar e se calhar alguma vez o jogaram....
Mas o mesmo se aplica a outras questões do Pt... enfim...
Continuo a dizer que este jogo favorece o ataque de uma forma escandalosa e com isto das sereias pior ainda e o novo deus ainda mais e mais realce para o ataque.
 

El Fear

Senhor dos Mares
Sim acho que isso devia ser revisto outra coisa que devia ser revista, mas não te respondi a isso para não fugir ao tema do tópico não vá passar por aí a PIDE..
A PIDE só me faz largar isto mais cedo, de jogadores a suporte venha o diabo e escolha muito honestamente.
Já escutei dizer que os jogadores tem a maior parte da responsabilidade. Eu acho que há 3 partes nesta equação, mas eu consigo ser isento e imparcial, assumo minhas culpas e responsabilidades, e choro muito pouco. Os jogadores jogam pouco e o suporte tem feito muito pouco ou nada feito...
Lembrem-se.... 25 de Abril foi há 2 dias....
 

henry1342

Veterano
ou então revolta em vez de cerco. Se achas que ataque tem vantagem vai lá bater em 100k birremes mais 500k dt numa cidade com muro a 25 e torre. cada full ataque faz 300 pontos
 

cccm13

Ancião
É tão mais fácil defender que a grande maioria das alianças e jogadores quando têm de defender escolhem 1 de 2 opções: fazer pactos/fusões ou desistir do mundo.

Sobre o tema, a primeira solução é tornar a autocultura uma perda de energia, recursos, slots no geral. Para tal o primeiro passo é terminarem com os bónus de pontos de combate. Todos.

Outra ideia poderia ser aumentar o custo dos desfiles de vitória e reduzir a duração dos festivais de forma que fazendar por fazendar (considero autocultura uma forma de fazenda) compense mais fazer festivais que desfiles (em termos de recursos das unidades e tempo dispendido)
 

El Fear

Senhor dos Mares
ou então revolta em vez de cerco. Se achas que ataque tem vantagem vai lá bater em 100k birremes mais 500k dt numa cidade com muro a 25 e torre. cada full ataque faz 300 pontos
Estudasses....
O que este FE tem é muito jogador de papel, na prática é como INNO e SUPORTE mandam vir a ver o que dá....
Mas alguém tem consciência da força do novo Deus?
É tudo muito lindo até vos aparecer pela frente alguém que canta mais alto,ai choram, é das multis, é da auto cultura, é das botas ai ai que as coisas não são normais...
Aprendam a jogar, a entender o jogo e sua mecánica e depois percam tempo a dar opiniões...
Quem vê certos comentários aqui até parece vir de jogadores que desiquilibram mundos e contam para equações....
 

henry1342

Veterano
Estudasses....
O que este FE tem é muito jogador de papel, na prática é como INNO e SUPORTE mandam vir a ver o que dá....
Mas alguém tem consciência da força do novo Deus?
É tudo muito lindo até vos aparecer pela frente alguém que canta mais alto,ai choram, é das multis, é da auto cultura, é das botas ai ai que as coisas não são normais...
Aprendam a jogar, a entender o jogo e sua mecánica e depois percam tempo a dar opiniões...
Quem vê certos comentários aqui até parece vir de jogadores que desiquilibram mundos e contam para equações....
Se calhar sei mais do que pensas, se calhar já vi até mais que tu situações diferentes, e se soubesses tu do que falavas saberias que em revolta se uma aliança se focar na defesa e se organizar, ataca o que quiseres que não tens hipoteses de passar. simples. Mas ao que parece não és tão bom também quanto o que pensas ser? para continuares a bater na mesma tecla é porque nunca viste cidades blindadas
 
Última edição:

Nicky Nofensivo

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
A mudança dos sentidos divinos já afetou consideravelmente quem abusa da autocultura. Acho que mexer em coisas que afetam outros jogadores, como regras diferentes para inimigos, aliados, "ex companheiros" só ia prejudicar o jogo de quem não tem culpa nenhuma desta prática.

Contudo, acho que os jogadores que passam o mundo todo na raça continuam a chegar ao final e a ter de fazer autocultura para ficar no hall of fame ou arriscam se a ficar para trás. O que sugiro era desativarem o ranking de cultura a partir de um certo ponto no jogo para que os jogadores que realmente merecem, apareçam no hall of fame. Em maravilhas, podia ser quando começam as maravilhas, Dominância, quando começa a era, Olimpo na fase do aparecimento do Olimpo. Quem arriscar perder tropa para fazer autocultura nestas fases, vai ficar muito mal perante toda a aliança e pode ser que essa vergonha chegue para manter o hall of fame justo e realista.
 
É tão mais fácil defender que a grande maioria das alianças e jogadores quando têm de defender escolhem 1 de 2 opções: fazer pactos/fusões ou desistir do mundo.

Sobre o tema, a primeira solução é tornar a autocultura uma perda de energia, recursos, slots no geral. Para tal o primeiro passo é terminarem com os bónus de pontos de combate. Todos.

Outra ideia poderia ser aumentar o custo dos desfiles de vitória e reduzir a duração dos festivais de forma que fazendar por fazendar (considero autocultura uma forma de fazenda) compense mais fazer festivais que desfiles (em termos de recursos das unidades e tempo dispendido)
depois há outros que vão embora quando é para começar a defender ;)
 

Serrob.

Deus do Olimpo
A mudança dos sentidos divinos já afetou consideravelmente quem abusa da autocultura. Acho que mexer em coisas que afetam outros jogadores, como regras diferentes para inimigos, aliados, "ex companheiros" só ia prejudicar o jogo de quem não tem culpa nenhuma desta prática.

Contudo, acho que os jogadores que passam o mundo todo na raça continuam a chegar ao final e a ter de fazer autocultura para ficar no hall of fame ou arriscam se a ficar para trás. O que sugiro era desativarem o ranking de cultura a partir de um certo ponto no jogo para que os jogadores que realmente merecem, apareçam no hall of fame. Em maravilhas, podia ser quando começam as maravilhas, Dominância, quando começa a era, Olimpo na fase do aparecimento do Olimpo. Quem arriscar perder tropa para fazer autocultura nestas fases, vai ficar muito mal perante toda a aliança e pode ser que essa vergonha chegue para manter o hall of fame justo e realista.
A autocultura acontece em todas as fases do mundo, principalmente no início do mundo quando é mais fácil abrir slots a pontapé, no fim como dizes é só pelo Hall of Fame, de qualquer forma acabar de todo com os sentidos seria a melhor opção
 

El Fear

Senhor dos Mares
Se calhar sei mais do que pensas, se calhar já vi até mais que tu situações diferentes, e se soubesses tu do que falavas saberias que em revolta se uma aliança se focar na defesa e se organizar, ataca o que quiseres que não tens hipoteses de passar. simples. Mas ao que parece não és tão bom também quanto o que pensas ser? para continuares a bater na mesma tecla é porque nunca viste cidades blindadas
Meu caro, nem todos vão estar numa aliança Xpto em que a hegemonia é total, se achas q a verdadeira maioria das alianças consegue blindar todas as cidades revoltadas estás bem enganado.
Por alguma razão apareceram as contra revoltas, é impossivel blindar todas as cidades e o ponto aqui nem é esse, é mesmo a abertura de revoltas, onde em hotzone nem os preventivos vão safar muitas vezes.
Os preventivos padrão levam revolta com uma full ataque do novo Deus pela certa, se colocas o numero certo de defesa para evitar que tal aconteça o que irá consumir de unidades defensivas é absurdo.
Dizer que há mais facilidade em defesa do que em ataque é não saber o que se está a dizer, as dificuldades não são criadas até aqui pelas unidades de forma tão grosseira, são criadas pelas aptidões estrategicas e de atividade dos adversários.
Não faz sentido 3 updates de ataque, sereias e narcicismo e agora o do Ares, sim, sereias são boas para acertar ataques, acertar snipes defensivos não funciona pq ai necessita do mesmo Deus na cidade.
Isto nada tem de evolução do Grepolis, ou trazem algo equivalente que consiga equilibrar a balança ou no final o que eu achava equilibrado passa a estar por completo desiquilibrado e aqui sim o ataque com toda a vantagem do mundo.
Mas eu sou apenas um noob em Revolta e em Cerco, não te sintas afectado com meus delirios, eu sei do lado que vou estar, mas como costumo dizer gosto de ser justo e preocupo me com todos aqueles que trabalham, tem familias e gostam de jogar o jogo, se muitas vezes já lhes é dificil, agora está a ficar bem mais... Nem preventivos os vão safar...
 

St. Demozze

Veterano
Boas a todos, espero que estejam a ter um belo dia.

Vim aqui propor algo para colocar fim à autocultura, que penso arruinar o jogo agressivo àqueles que jogam na raça e a chatear os inimigos dia sim dia sim de modo a fazer cultura.

Da mesma maneira que já existe uma diminuição para 20% dos pontos de combate para membros do pacto e membros da aliança, poderia existir uma redução para o mesmo valor ao atacar/receber ataques dos "ex-companheiros" durante 48 ou 72 horas após sair dessa aliança. Não deveria acabar com o problema no seu todo, porque a malta é inteligente e encontraria uma brecha, mas acho que seria um passo na direção certa.
Na verdade, não adianta quantas ideias, soluções, dicas, vocês queiram dar a este jogo. O Grepolis usa regras totalmente ultrapassadas.

Os jogadores estão em 2021, mas o Grepolis ainda vive em 2009/12. Deveriam destruir estas regras e fazer algo novo e atualizado em relação a jogos Multiplayer. Depois disso, aí sim, a comunidade poderia ajudar com vossas opiniões.

@Bjorn é legal você vir cá e falar o que você pensa, acho que moderadores deveriam ser assim e, não, "Sua sugestão será encaminhada e Bla Bla Bla"