• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!
  • Sabias que podes bloquear mensagens de alguns jogadores no jogo?

    Quando inicias uma conversa com um jogador e reparas que o jogador apresenta um comportamento impróprio podes bloqueá-lo. Como fazer? Carrega na mensagem do jogador que queres bloquear, de seguida, por baixo do titulo da mensagem, tens o nome do jogador e dois símbolos. Um símbolos diz ” Bloquear mensagens deste jogador”, carregas aí e automaticamente o jogador deixa-te de poder enviar mensagens no mundo em que jogas! Atenção, em outros mundos o jogador pode voltar a mandar mensagem, terás que repetir o processo!

    DYK #N19

    Ver anteriores

Sugestão para ajudar a pôr fim à autocultura

TheNoFak3

Veterano
Asério que vcs estão a dizer que o jogo esta a favorecer o ataque??
Birremes = 8 de pop
Farois = 10 de pop

O unico que pode ter sorte negativa ou positiva é o atacante.
O defensor pode mandar Tempestade do mar que reduz as tuas tropas 10%-30% onde maioria das vezes é 25%-30%
O defensor pode mandar Ira de Zeus que são outros 10-30%
(Agora vão dizer sim mas o atacante pode meter poderes tbm.) Claro que pode mas esses mesmo poderes podem ser purificados, enquanto os ditados em cima nao perdes as tropas ja foste. Eu acho que vcs nunca tiveram o desgoto de levar com uma tempestade do mar e perder 80 farois.
A moral só serve pra o defensor.

A unica vantagem que um atacante tem é em modo cerco onde a cidade cercada nao pode mandar nem ira nem tempestade. Ai sim tudo oq o defensor pode contar é com a sorte.
Já agora vcs estão a olhar pra as miticas de ataque mas nao olha pra as miticas de defesa.
Tentem lá atacar um cerco cheio de pegasus + defesa. ou tirares um jogador com muralha a 25 + Torre com cerebros.
Ah sem falar qu enquanto os pontos de cultura vão ser dividos pelos que apoiar o ataque vai só pra um jogador por isso em termos de perdas quem ataca perde mais. Os primeiros ataques que batem numa muralha de defesa nunca rendem. Imaginem mandarem um ataque de 80 mantis e só fazerem metade da cultura.

E todos sabem que quando se vai atacar uma cidade que nao seja na mesma ilha o ideal seria com voadores. porque ataque terrestre se apanhas birremes vai tudo ao ar e nem tropas quase partes. (sim mas se souberes jogar metes os farois antes e o ataque depois.) Sim seria mt bonito isso.
Mas como sabem hoje em dia ja nao se sabe se esta-se a jogar contra uma pessoa ou uma maquina. O que resulta que pode conseguir meter 1-3 ataques no mesmo segundo e teres o defensor com 5-6 apoios no mesmo segundo tbm.

Eu acho que a introdução dos novos deuses veio a dar uma maior margem de opções pra os atacantes e sinceramente gostei.
 

El Fear

Senhor dos Mares
Asério que vcs estão a dizer que o jogo esta a favorecer o ataque??
Birremes = 8 de pop
Farois = 10 de pop

O unico que pode ter sorte negativa ou positiva é o atacante.
O defensor pode mandar Tempestade do mar que reduz as tuas tropas 10%-30% onde maioria das vezes é 25%-30%
O defensor pode mandar Ira de Zeus que são outros 10-30%
(Agora vão dizer sim mas o atacante pode meter poderes tbm.) Claro que pode mas esses mesmo poderes podem ser purificados, enquanto os ditados em cima nao perdes as tropas ja foste. Eu acho que vcs nunca tiveram o desgoto de levar com uma tempestade do mar e perder 80 farois.
A moral só serve pra o defensor.

A unica vantagem que um atacante tem é em modo cerco onde a cidade cercada nao pode mandar nem ira nem tempestade. Ai sim tudo oq o defensor pode contar é com a sorte.
Já agora vcs estão a olhar pra as miticas de ataque mas nao olha pra as miticas de defesa.
Tentem lá atacar um cerco cheio de pegasus + defesa. ou tirares um jogador com muralha a 25 + Torre com cerebros.
Ah sem falar qu enquanto os pontos de cultura vão ser dividos pelos que apoiar o ataque vai só pra um jogador por isso em termos de perdas quem ataca perde mais. Os primeiros ataques que batem numa muralha de defesa nunca rendem. Imaginem mandarem um ataque de 80 mantis e só fazerem metade da cultura.

E todos sabem que quando se vai atacar uma cidade que nao seja na mesma ilha o ideal seria com voadores. porque ataque terrestre se apanhas birremes vai tudo ao ar e nem tropas quase partes. (sim mas se souberes jogar metes os farois antes e o ataque depois.) Sim seria mt bonito isso.
Mas como sabem hoje em dia ja nao se sabe se esta-se a jogar contra uma pessoa ou uma maquina. O que resulta que pode conseguir meter 1-3 ataques no mesmo segundo e teres o defensor com 5-6 apoios no mesmo segundo tbm.

Eu acho que a introdução dos novos deuses veio a dar uma maior margem de opções pra os atacantes e sinceramente gostei.
Outro redutor...
Mas o que é q vocês não entendem que evoluir uma cidade e conquistar custa?
Quem pretende conquistar o trabalho de alguém não pode ter caminho aberto...
Eu não sei como explicar o pq que a defesa tem obrigatoriamente de ter aqui e ali ao que vocês lhe chamam vantagens, eu da minha parte chamo equilibrio....
Não gosto de puxar de galões, mas esta ideia de que entendem do jogo e contrariam com aspectos básicos do jogo sem olhar para o seu todo mostra pq uns jogadores chegam ao final do mundo se chegarem com 50 cidades e outros 200, ah pera lá é tudo extras, é tudo gold e os anos passam e as histórias são sempre as mesmas... resultados iden... mas os nabos são quem explica por A mais B que o equilibrio já existia e deixou de existir...
Grepolis é estrategia, não é CS, não é entrar no jogo e atacar ou dar uns tiros, requer tempo, requer trabalho de um lado e de outro e requer principalmente tomar as melhores decisões até em evoluções de edificios, alvos de conquistas e outros, mas pq jogam com um olhar de bonecada é a razão pq nunca estarão lá em cima. Grepolis é um TODO! Não se remete a apenas tropas!
 

henry1342

Veterano
então é normal uma aliança meter 500 fulls defesa numa cidade em épocas de maravilhas e o atacante pode ir lá com 3k fulls ataque e não limpa? isso para ti é justiça? achas isso equilibrado? metes uma aliança com 2k cidades contra uma de 5k, a de 2k cidades defende a brincar a aliança de 5k cidades full ataque? certamente para ti evoluir uma cidade equivale a 3k fulls ataque. Depois nós é que somos os redutores. Nunca hás é de ter estado no lado atacante em situações destas em que a tua aliança precisa de furar uma MM, tem até vantagem enorme de cidades mas o defensor manda tudo para a cidade e nem fazes mossa. Quem está com uma visão redutora és tu, deves ter levado com um ataque desse novo deus e ficaste aziado agora dizes que isso veio estragar o jogo e que o ataque tem grande vantagem contra a defesa. Se percebesses minimamente disto não dizias tal coisa
 

Falcão2

Lenda da Comunidade
então é normal uma aliança meter 500 fulls defesa numa cidade em épocas de maravilhas e o atacante pode ir lá com 3k fulls ataque e não limpa? isso para ti é justiça? achas isso equilibrado? metes uma aliança com 2k cidades contra uma de 5k, a de 2k cidades defende a brincar a aliança de 5k cidades full ataque? certamente para ti evoluir uma cidade equivale a 3k fulls ataque. Depois nós é que somos os redutores. Nunca hás é de ter estado no lado atacante em situações destas em que a tua aliança precisa de furar uma MM, tem até vantagem enorme de cidades mas o defensor manda tudo para a cidade e nem fazes mossa. Quem está com uma visão redutora és tu, deves ter levado com um ataque desse novo deus e ficaste aziado agora dizes que isso veio estragar o jogo e que o ataque tem grande vantagem contra a defesa. Se percebesses minimamente disto não dizias tal coisa
A questão é que estás a limitar-te a uma só cidade. Se estão 500 fulls defesa numa cidade vão faltar noutras, uma vez que estão aí parados. Estás a usar 500 cidades para defender 1.
E já que falaste em maravilhas, são 140 cidades para defender, não apenas uma.
 

henry1342

Veterano
A questão é que estás a limitar-te a uma só cidade. Se estão 500 fulls defesa numa cidade vão faltar noutras, uma vez que estão aí parados. Falaste em maravilhas, são 140 cidades para defender, não apenas uma.
as MMs são feitas a horas de distancia de ataques da aliança inimiga, não vais abrir revolta em varias pois para além de terem todas de base varios fulls defesa a defender o defensor vai ter horas de aviso para a blindar. Se fores tentar abrir 10 ou 20 revoltas em cidades de MMs certamente se abrires 3 ou 4 vais com muita sorte. E mesmo que abras em 10 quando o NC e os ataques começarem a ser enviados vê-se logo qual será o alvo de conquista e carrega-se essa de defesa. já tive de bater em muros de 200k birremes e 3M dt com muro a 25 1x para tentar furar um MM e deixa-me que te diga que gastámos muito mais ataque que a defesa que lá estava e não entrou o NC. Fulls faróis a dar 200-300 cultura. Se não fizerem nada para dar vantagem ao atacante ou prejudicar o defensor o desequilibrio é enorme
 

cccm13

Ancião
Mas que sentido faz ser fácil furar uma maravilha?
Querem furar uma ilha específica, quer dizer que no máximo abrem 5 ou 6 revoltas numa aliança com o quê? Vamos dizer por baixo umas 2000 cidades.
É óbvio que só será furada se a aliança a defender for naba e sim acho isso normal. Aliás acho que faz todo o sentido não ser fácil conquistar uma cidade de uma aliança com 2000 cidades e que tem 5 ou 6 revoltas.... É isto que chamam saber atacar? Tentar furar uma maravilha, em revolta a jogadores ativos nestas circunstâncias? E porque não conseguem acham que o jogo está desequilibrado para o lado da defesa? Percebi bem o que se escreveu?

Só para meter mais lenha na fogueira: atacar é ação, defender é estar preparado para reagir a qualquer dia, em qualquer hora só este simples facto já torna a defesa mais complexa que o ataque. Eu escolho onde e quando atacar, não escolho quando e onde defender (às vezes escolho, mas isso já é complexidade de mais para esta discussão).
 
Última edição:

El Fear

Senhor dos Mares
então é normal uma aliança meter 500 fulls defesa numa cidade em épocas de maravilhas e o atacante pode ir lá com 3k fulls ataque e não limpa? isso para ti é justiça? achas isso equilibrado? metes uma aliança com 2k cidades contra uma de 5k, a de 2k cidades defende a brincar a aliança de 5k cidades full ataque? certamente para ti evoluir uma cidade equivale a 3k fulls ataque. Depois nós é que somos os redutores. Nunca hás é de ter estado no lado atacante em situações destas em que a tua aliança precisa de furar uma MM, tem até vantagem enorme de cidades mas o defensor manda tudo para a cidade e nem fazes mossa. Quem está com uma visão redutora és tu, deves ter levado com um ataque desse novo deus e ficaste aziado agora dizes que isso veio estragar o jogo e que o ataque tem grande vantagem contra a defesa. Se percebesses minimamente disto não dizias tal coisa
Enfim...
Cego é aquele que não quer ver....
E não!
Nem experimentei ainda o novo Deus, mas tens no FE já exemplos dessa força, como és tão experimentado e eu sou um NOOB a jogar isto vou me calar e não te argumentar mais nada.
Um estratega não precisa que as coisas aconteçam, antecipa....
Já o disse, são Deuses que a mim dificilmente me vão afetar mais do que o que irei incomodar, lamento por novos jogadores ou mais inexperientes e quem não pensa neles, não pensa no futuro do jogo....
 

henry1342

Veterano
Mas que sentido faz ser fácil furar uma maravilha?
Querem furar uma ilha específica, quer dizer que no máximo abrem 5 ou 6 revoltas numa aliança com o quê? Vamos dizer por baixo umas 2000 cidades.
É óbvio que só será furada se a aliança a defender for naba e sim acho isso normal. Aliás acho que faz todo o sentido não ser fácil conquistar uma cidade de uma aliança com 2000 cidades e que tem 5 ou 6 revoltas.... É isto que chamam saber atacar? Tentar furar uma maravilha, em revolta a jogadores ativos nestas circunstâncias? E porque não conseguem acham que o jogo está desequilibrado para o lado da defesa? Percebi bem o que se escreveu?

Só para meter mais lenha na fogueira: atacar é ação, defender é estar preparado para reagir a qualquer dia, em qualquer hora só este simples facto já torna a defesa mais complexa que o ataque. Eu escolho onde e quando atacar, não escolho quando e onde defender (às vezes escolho, mas isso já é complexidade de mais para esta discussão).
então a vossa opinião é que uma aliança de 5k cidades não é suposto conseguir vencer num ataque a uma aliança de 1k cidades? e acham que isso não é benificiar a defesa? Se querem segurar MMs ou qualquer cidade com essa facilidade há que haver trabalho para isso, ou seja, conseguir evoluir pelo menos quase tão rápido como o inimigo. Onde está a justiça de um gajo andar a evoluir durante meses ou anos a 2 ou 3x a velocidade de outro jogador e falando numa aliança no geral para no fim com 3, 4 ou 5x o numero de cidades e varias vezes mais ataque que o defensor tem de defesa não ser capaz de vencer a guerra? é completamente absurdo e não venham dizer nunca na vida que o ataque tem vantagem neste jogo sobre a defesa, quem sabe defender vai sempre sair por cima se for atacado
 

cccm13

Ancião
então a vossa opinião é que uma aliança de 5k cidades não é suposto conseguir vencer num ataque a uma aliança de 1k cidades? e acham que isso não é benificiar a defesa? Se querem segurar MMs ou qualquer cidade com essa facilidade há que haver trabalho para isso, ou seja, conseguir evoluir pelo menos quase tão rápido como o inimigo. Onde está a justiça de um gajo andar a evoluir durante meses ou anos a 2 ou 3x a velocidade de outro jogador e falando numa aliança no geral para no fim com 3, 4 ou 5x o numero de cidades e varias vezes mais ataque que o defensor tem de defesa não ser capaz de vencer a guerra? é completamente absurdo e não venham dizer nunca na vida que o ataque tem vantagem neste jogo sobre a defesa, quem sabe defender vai sempre sair por cima se for atacado

Quem são os nabos que com 5x mais cidades precisam furar uma maravilha para vencer? Isso não existe. Credo é que se existe, quero jogar sempre contra eles. Não que esteja propriamente com vontade de jogar ou fazer maras, mas acho que contra uma aliança assim até eu me conseguiria divertir durante as maras em vez de passar de um ataque para outro ahahahahah

Se não é em maras então porque raios com uma diferença dessas iriam tentar conquistar uma cidade em vez de 50 ou 100? É que sim, se tentarem conquistar 50 ou 100 vão conquistar não uma, talvez não todas mas uma percentagem enorme deveriam conseguir. E se não conseguem, enfim, voltamos ao mesmo. Quem são?

Desculpem, vou-me juntar ao Rui e abandonar este debate, foi interessante, mas está na hora de o deixar de lado.
 
Última edição:

TheNoFak3

Veterano
Outro redutor...
Mas o que é q vocês não entendem que evoluir uma cidade e conquistar custa?
Quem pretende conquistar o trabalho de alguém não pode ter caminho aberto...
Eu não sei como explicar o pq que a defesa tem obrigatoriamente de ter aqui e ali ao que vocês lhe chamam vantagens, eu da minha parte chamo equilibrio....
Não gosto de puxar de galões, mas esta ideia de que entendem do jogo e contrariam com aspectos básicos do jogo sem olhar para o seu todo mostra pq uns jogadores chegam ao final do mundo se chegarem com 50 cidades e outros 200, ah pera lá é tudo extras, é tudo gold e os anos passam e as histórias são sempre as mesmas... resultados iden... mas os nabos são quem explica por A mais B que o equilibrio já existia e deixou de existir...
Grepolis é estrategia, não é CS, não é entrar no jogo e atacar ou dar uns tiros, requer tempo, requer trabalho de um lado e de outro e requer principalmente tomar as melhores decisões até em evoluções de edificios, alvos de conquistas e outros, mas pq jogam com um olhar de bonecada é a razão pq nunca estarão lá em cima. Grepolis é um TODO! Não se remete a apenas tropas!
Eu sou jogador de puro ataque, os meus slots são abertos com a cultura, o meu gold é usado em conselheiros raramente em eventos, eu nao te falei que era facil conquistar e que entravas no mundo ja com o poder inteiro. Só falei em termos gerais o principio de ataque e defesa.
 

henry1342

Veterano
Quem são os nabos que com 5x mais cidades precisam furar uma maravilha para vencer? Isso não existe. Credo é que se existe, quero jogar sempre contra eles. Não que esteja propriamente com vontade de jogar ou fazer maras, mas acho que contra uma aliança assim até eu me conseguiria divertir durante as maras em vez de passar de um ataque para outro ahahahahah

Se não é em maras então porque raios com uma diferença dessas iriam tentar conquistar uma cidade em vez de 50 ou 100? É que sim, se tentarem conquistar 50 ou 100 vão conquistar não uma, talvez não todas mas uma percentagem enorme deveriam conseguir. E se não conseguem, enfim, voltamos ao mesmo. Quem são?

Desculpem, vou-me juntar ao Rui e abandonar este debate, foi interessante, mas está na hora de o deixar de lado.
quem diz 5x diz 2x, se uma aliança metade de outra se focar consegue fazer 1 MM, e se eles a fizerem, com metade das cidades do atacante até a dormir conseguem defender essa MM. Se o atacante nem com 5x mais ataque consegue passar pela defesa é grave e completamente desequilibrado, numa situação como essa vê-se bem a defesa a ser favorecida. E o meu ponto neste debate não é que isso esteja errado, sou a favor da defesa ser ligeiramente favorecida pois faz sentido, mas não podem negar que tal acontece e em certos casos até a um nivel absurdo e não acho que seja má ideia dar alguma vantagem ao atacante para que a diferença não seja tão grande. Se vierem dizer que não estamos a falar de cidades blindadas mas sim abrir revoltas e apanhar tropas por aí então o novo deus não tem tanta vantagem assim pois a unidade mitica de ares tem a sua vantagem é contra cidades blindadas
 

cccm13

Ancião
Só conseguem fazer uma mara nessas circunstâncias se forem mesmo muito bons e os adversários não forem nada de especial.

epa. eu acho ridícula esta discussão. Mas aqui vai a minha intervenção final. No um para um:

- Uma cidade faróis para uma birremes - é uma questão de sorte se não houver divinos à mistura.

- um full ataque especializado para um full defesa equilibrado ou especializado para o tipo de ataque errado - o ataque ganha

sim sei que no um full para um full a defesa muita vezes tem vantagem, mas o Jogo não é um full contra um full. Nem 2000 fulls ataques contra 1000 fulls defesa numa única cidade.... O jogo é muito, muito, mas mesmo muito mais que aquilo a que o estão a reduzir. Ou não conseguem ver mais do que aqui escreveram ou não querem ver. Por mim tudo bem. este tópico foi interessante para conhecer mais alguns jogadores.

Adiante esta discussão saiu do tema do tópico que seria resolver a questão da autocultura. Sobre isso acho que todos os intervenientes concordam que a solução é terminarem com os bónus de pontos de combate.
 

El Fear

Senhor dos Mares
Eu sou jogador de puro ataque, os meus slots são abertos com a cultura, o meu gold é usado em conselheiros raramente em eventos, eu nao te falei que era facil conquistar e que entravas no mundo ja com o poder inteiro. Só falei em termos gerais o principio de ataque e defesa.
lol
ok ;)
 

Pedro200215

Veterano
Lembram-se antigamente quando a defesa era tecnicamente superior ao ataque? O Deus Ares veio simplesmente acabar com isso e quem acha que não, vá ver o tópico das Maiores Batalhas do mundo Katane

Quanto à sugestão de Bug de cultura iria acabar com muita multiconta e sucessivamente elevadas vantagens a quem o pratica e por isso concordo a 100% agora a INNO demora a perceber isso e pior que isso insistem em não fazer nada...