• Olá, Capitão!

    Antes de mais, bem-vindo a bordo. É um prazer servi-lo e garantir que o seu percurso pela Grécia Antiga é o mais agradável possível. Conheço estes mares melhor que ninguém, mas uma conta no fórum da comunidade é sempre bastante útil para navegar em segurança - registe-se já .

    Não ficou convencido? Verifique algumas das nossas secções:

    Anúncios Concursos Perguntas e Respostas Mundos abertos
    Ideias e Sugestões Off-topic

    Até breve!

Nós sabemos, mas não fazemos (apelo à reflexão e partilha)

Solaris99

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Boas grepolianos,

Venho fazer um apelo à comunidade enquanto jogadora e incitar o debate e reflexão a partir da minha experiência e algumas observações.

O próximo mundo (Zakynthos) tem ótimas configurações que prometem boas batalhas. Mas, como sabem, para um mundo ser bom a comunidade é que tem de o tornar interessante e não o deixar morrer passadas 2 semanas, como tem a acontecido em anteriores.

Não venham com tretas dizer que uma aliança (e academias) foi simplesmente superior a todas as outras, nem venham orgulhosos escrever testamentos a explicar o quão grandiosas foram as guerras e desafios, quando provavelmente a maior dificuldade foi contornar os blocks.. Com isto não quero desvalorizar o esforço das alianças vencedoras e vencidas mas sim encarar alguns aspetos que podem tornar os mundos melhores e mais divertidos.

O que tenho visto nos últimos mundos é que entra num mundo uma, duas ou, com muita sorte, três alianças num mundo apenas. Muitas vezes, pelo menos uma delas vem com academias (qualquer "extensão" é uma academia). Com o número de jogadores que entra sendo muito reduzido, basta uma aliança entrar com uma academia que reduz imenso o potencial de batalha que pode ocorrer no mundo. Claro que para fazer frente a uma aliança com academia (nem vou falar das que têm mais que uma..) as outras alianças vão tentar recrutar, recurrer a pactos e a fusões. Resultado: o mundo resume-se a uma aliança contra todas a outras como forma de retaliação na estratégia ou contra uma outra, também com as suas academias, e o poder das outras alianças e meia dúzia jogadores é praticamente inexistente porque não tem como fazer mais.

Qual é o interesse disto? Onde estão as batalhas prometidas nas configurações?

A diplomacia é outra coisa interessante a refletir.
A diplomacia não se traduz em fraqueza, em fusões ou pactos. É tão mais que isso.
Mais, os melhores líderes são os melhores diplomatas e estes não têm necessariamente de ser pro-pactos. Nada disso.
A diplomacia pressupõe que haja uma estratégia inteligente bem pensada por trás e não tem de definir um mundo inteiro, pode ser algo temporário ou apenas um acordo de divisão de território.

Com isto peço que reflitam nestes aspetos e que partilhem as vossas opiniões. Era bom ter um tópico onde discutir estratégias e funcionalidades do jogo para desenvolvermos a comunidade.

Para o próximo mundo:
  • não deixem de entrar por saber que premades vão, entrem com as vossas alianças para se divertir e dar vida ao servidor
  • não recorram a fusões e recrutamento como primeira opção, pensem na gestão da motivação, objetivos e no potencial que os jogadores têm
  • pensem na diplomacia como um recurso
  • incentivem (antes do início do mundo) outros jogadores a entrar para virem mais alianças e proporcionarem maior diversidade

Estes meus pensamentos escritos estão muito encurtados aqui no comentário porque há muito para dizer sobre estes tópicos e muitos outros, mas serve de ponto de partida para a discussão e partilha de opiniões.
Isto é básico para alguns mas
"Nós sabemos mas não fazemos".

Sem mais (por agora),
Solaris
 

Apollo9

Well-Known Member
Não so poderia melhorar os mundos como aumentar a comunidade, mundos com configuraçoes simpaticas para iniciantes como o Paros, sao o exemplo de uma cultura de pactos e academias, onde jogadores novos, sentiram desmotivação e desinteresse apos ver no 14º dia do mundo, acordo entre 3 das Top4 alianças, q nao so retirou qqlr hipoteses de haver um palco de guerra saudavel como tb "matou" o mundo.

Sem apontar dedos, pq o q aconteceu no paros foi so o extremo de uma cultura ja longa na comunidade.
Claro q com as configuraçoes do Pt 64, nao serem o mais recomendado para iniciantes a "premise" q se haver um maior pensamento em tentar manter o mundo saudavel e ganhar com qualidade ao inves de quantidade, iria ajudar nao so os mundos a ter mais afluencia como o prazer em ganhar seria maior.

Pq mundos como o Gela, onde a vitoria dos bananas foi mais celebrada e falada por ter sido renhida q mundos como o Paros e outros na mesma situaçao q nao irao ser por ja haver aliança vencedora desde a 2 semana de mundo.
 

St. Demozze

Member
Às vezes esquecemos que este és um jogo de guerra. Tem vezes que prefiro um mundo com apenas duas alianças a disputar, ambas se odiando, full guerra. Do que um mundo onde há 3/4 alianças onde tudo é uma interrogação, e fica naquele joguinho de -vamos derrubar aquela, estão muito fortes, depois voltamos ao "normal"- lol
 

Solaris99

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
St. Demozze, mas isso é uma questão de estratégia da liderança. São precisamente essas interrogações que tornam os mundos interessantes. Assim, ao ter mais alianças não só aumenta as suas capacidades para disputar a vitória como o vencedor só é mesmo decido no fim e os mundos são mais renhidos.
 
Última edição:

Apollo9

Well-Known Member
Às vezes esquecemos que este és um jogo de guerra. Tem vezes que prefiro um mundo com apenas duas alianças a disputar, ambas se odiando, full guerra. Do que um mundo onde há 3/4 alianças onde tudo é uma interrogação, e fica naquele joguinho de -vamos derrubar aquela, estão muito fortes, depois voltamos ao "normal"- lol
Claro q é um jogo de guerra, mas por vezes uma guerra ou conflito tem mais q uma variavel, mundos onde o equilibrio de "poder" varia entre 2/3 alianças ou grupos, nao so atrai mais jogadores como força ao recurso de outras forma de jogo alem de mass recruit.
 

St. Demozze

Member
Sim, concordo com os dois, mas também aumenta a dor de cabeça. E aí o objetivo que eras se divertir vais pro saco. Estou na fase de pouco me importar em ganhar mundos.
 

Solaris99

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Mas isso da exigência dos mundos é fácil de resolver sem tirar a sua competitividade.
Cada jogador deve escolher os mundos que quer jogar em função do seu tempo disponível, predisposição e motivação. Daí existir a variedade de configurações. Claro que há uma preferência geral mas a diversidade continua para poder satisfazer todo o tipo de jogadores.
 

Bjorn

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Dou permissão a todos os moralistas para spamarem este tópico de opiniões bem fundamentadas sobre academias, mass recruit, premades... Deem exemplos vossos ou que conheçam de outros mundos. Já foi mencionado o mundo Paros, concordam com o Apollo? Acham que o mundo morreu passado 2 semanas?

Se querem que isto mude, sugiram soluções ou mostrem no 64 uma nova estratégia.
 

Eziu

Active Member
Na minha opinião, Grepolis sendo um jogo de estratégia/guerra (um mix Lol) o objetivo final acaba por ser vencer. Pessoalmente não gosto de jogar numa aliança com demasiadas extensões porque a seu tempo fica confuso e acaba por me saturar a alma. Mas também não vejo essa estratégia com maus olhos, assim como existe o Gold, que é mais uma estratégia para facilitar o destaque pessoal e uma outra forma de ajudar a aliança a alcançar a vitória e outras ferramentas que, atualmente, uns 70% dos jogadores presentes no top20 dos mundos usam... Tudo isso formas de facilitar a vitória e o bom desempenho.
Cabe às outras alianças elaborarem uma estratégia de modo a combater a situação. Através de PNAs ou até mesmo Pactos, ou simples coordenados simultâneos, ou até mesmo, como poucas conseguem fazer, simplesmente enfrentar essas alianças sem recorrerem a outros, mostrando assim que a sua qualidade é muito superior às restantes alianças nesse mundo.
Se os mundos atualmente morrem numa fase precoce, devido a academias e tudo o mais? Não culpem só quem usufrui dessa estratégia, mas também a carência do servidor no que toca a jogadores, ou melhor, a bons jogadores... Somos uma comunidade pequena e isso é outro dos fatores que levam os mundos a perderem a competitividade rapidamente.
 

Boosted

Active Member
Retirem os pactos, evita as extensões ou qualquer outro tipo de estratégia que possa acabar com um mundo
 

teroi

#1 Fa do Apollo
Vens ao FE ves o pessoal todo a concordar com a Sol, a dizer que ja chega de academias, esperemos que quando se for ver nos novos mundos o pessoal nao esteja em aliancas cheias de academias e mass recruit, e facil falar aqui, mas depois na altura com a croa em risco recorrem ao mass recruit
 

Replaced

Active Member
Para mim é muito simples... acabar com as academias.

Abram alianças com 50 vagas... e a partir daí é jogar. Os pactos são necessários mas também deveriam ser restritos a 1 por aliança.
 

Last King

Well-Known Member
Muito bla bla bla e quando o mundo abrir já vamos ter alianças com 1 ou 2 academias, e pactos pré-feitos.

Bons tempos quando entravam grupos de 20 - 25 jogadores, e acabavam aterrorizando meio mundo. Agora são todos uns cobardes, querem juntar-se fortes com fortes, para bater em gajos que estão on 30min por dia!
 

Bjorn

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Muito bla bla bla e quando o mundo abrir já vamos ter alianças com 1 ou 2 academias, e pactos pré-feitos.

Bons tempos quando entravam grupos de 20 - 25 jogadores, e acabavam aterrorizando meio mundo. Agora são todos uns cobardes, querem juntar-se fortes com fortes, para bater em gajos que estão on 30min por dia!
É para evitar isso que este tópico serve. Fica aqui registada a intenção de alguns jogadores para que neste mundo haja mudanças relativas às estratégias de cada aliança. Claro que sabemos que não vão haver 8 alianças diferentes sem academias mas começar com 3 fortes e organizadas já não era nada mau.
 

Solaris99

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Para mim é muito simples... acabar com as academias.

Abram alianças com 50 vagas... e a partir daí é jogar. Os pactos são necessários mas também deveriam ser restritos a 1 por aliança.
Penso que o número de jogadores por aliança tem vindo a diminuir precisamente para combater o facto de a nossa comunidade ser pequena e aumentar a competitividade. Mas como a malta prefere a coroa à segunda semana...
 

cccm13

Active Member
Qual é o mal de entrarem com uma academia? Este jogo dura meses, nesse intervalo a vida acontece e alguns por este ou aquele motivo abandonam o mundo.
Se uma ali com intensão de jogar para ganhar entrar apenas com uma aliança vai ter de recrutar mais cedo ou mais tarde.
Agora se querem entrar para a diversão, aí a história é outra, para isso bastam uns malucos como as ferinhas ahahah

Pessoal gostam das configurações? Têm tempo? Juntem se a um grupo de amigos ou apenas conhecidos entrem e divirtam-se. Se ganharem ótimo, se não ganharem e se divertirem ótimo também.
 

Solaris99

Moderador de Fórum
Equipa do Grepolis
Mas a vitória é muito mais gratificante quando o grupo é mais pequeno.
Por muito que tentes, a dinâmica entre um grupo grande e um grupo de jogadores mais coesos não tem comparação. E fora essa gratificação social, para fazer coordenados é muito mais fácil organizar jogadores com os quais tens mais contacto sabendo sempre o que está a acontecer na aliança do que ter vários grupinhos a jogar por si. O esforço é outro, os laços criados têm outro peso no jogo e essas são as alianças que mostram as qualidades de cada jogador.
O mal da academia logo de início é que é uma estratégia um pouco egoísta para com o resto da comunidade. Mas atenção, isto afeta-nos mais porque a nossa comunidade é pequena e muitas vezes ao entrar uma premade com uma ou duas academias compõe logo metade do mundo em questão. Se a nossa comunidade fosse maior isto não teria tanto impacto.
 

St. Demozze

Member
Qual é o mal de entrarem com uma academia? Este jogo dura meses, nesse intervalo a vida acontece e alguns por este ou aquele motivo abandonam o mundo.
Se uma ali com intensão de jogar para ganhar entrar apenas com uma aliança vai ter de recrutar mais cedo ou mais tarde.
Entrar com academia em mundos Dominância é cômico além de trágico, academia se for ter, lá em Maravilhas.

Suporte, que tal lançares um mundo(Dominância) com limite de membros de 15 ou 20 e uma velocidade agradável?! Faz a prova de quem ganhará, os pequenos ou os grandes...
 

cccm13

Active Member
Quando digo entrar com academia é ter mais 5 ou 10 jogadores que o limite da aliança. Nunca vi um mundo sem desistências e portanto não me choca, mas é apenas uma opinião.